Acordando você para a midia!


A geração Y e os hábitos de consumo
Agosto 29, 2009, 6:33 am
Filed under: Uncategorized

 Ultimamente a moda é falar da “geração Y”, que nada mais é do que aqueles indivíduos nascidos entre os anos 80 e 90. São jovens, espertos e ousados e que não imaginam as suas vidas sem tecnologia. O fato é que esse assunto entrou em foco a alguns meses quando analistas da Morgan Stanley da Europa resolveram convidar o seu mais novo estagiário Matthew Robson de 15 anos de idade, para descrever os hábitos de uso de mídia dos jovens de sua geração .

A descrição ficou tão boa para os “velhos” da geração X e baby boomers que acabou que foi divulgado pelo mundo à fora e sendo assunto em principais sites e blogs do meio de comunicação. Pra ter noção do poder desse relatório, ele conseguiu destaque de primeira pagina no Financial Times. Enquanto isso a Morgan Stanley considerou o conteúdo “um dos insights mais claros e mais geradores de reflexão que já vimos em todos os tempos”. Ok, menos.

Bom, como eu participo da famosa “geração y” posso dar a minha opinião verdadeira e analisar de igual para igual algumas coisas que aquele garotinho de 15 anos de idade quis dizer:

 1. A geração mais nova está cada vez mais consumindo mídia, mas não está disposta a pagar por ela. Portanto, não fale em conteúdo pago para essa turma pois ela não absorve muito bem essa proposta.

Eu, apesar de fazer parte da “geração y” nasci em 1990, onde cheguei a pegar a fase de transição de vinil para cd e de cd para MP3. Foi a melhor coisa que existiu no mundo para a minha geração, conhecemos novas bandas, novas musicas, novos tipos de som. Com a descoberta do mp3 os jovens deixaram de comprar cd e assim as gravadoras começaram a falir, e a pirataria virou algo corriqueiro, feito na casa de qualquer pessoa. As gravadoras como solução resolveram criar sites para a distribuição legal de mp3 de artistas, onde o consumidor em questão tem que compra-las. Seja sincero, você conhece alguém em sã consciência que tenha gastado 1 real que fosse pra comprar musica na internet? Jamais! A facilidade na internet para a obtenção de conteúdos em versões gratuitas é infinita.

2. A turma ainda vê TV, mas os jornais não estão sendo lidos. Ele afirma que nenhum jovem lê jornal regularmente. E cita que sua geração “não vai se dar ao trabalho de ler páginas e páginas de texto enquanto pode ver as notícias resumidas na internet ou na TV”.

Concordo, vivemos em uma época de corrida, todo mundo tem pressa o tempo todo. Jovens hoje, querem saber de tudo mais por saber. Se aprofundar é só em assuntos de muito interesse mesmo.

3. Os adolescentes não usam o Twitter. Eles entram, experimentam um pouquinho e saem. A percepção é que ninguém tem paciência para atualizá-lo e, portanto, não vale a pena perder tempo com isso;

Eu adoro twitter, mas sou um estudante de publicidade e adoro qualquer coisa que seja relacionado com comunicação por isso acho o twitter um máximo. Mas conheço poucas pessoas que realmente gostam do twitter na minha idade. A maioria acha idiota, e sem graça.

Matthew diz também no seu relatório que a juventude considera os pop ups e banners “extremamente chatos e sem sentido”. Ou seja, eles são desprezados por serem intrusivos. No entanto, a nova geração gosta do que chamamos de “marketing viral”, especialmente “pelo conteúdo interessante e bem humorado”

 O que é legal: qualquer coisa com “touch screen’, celulares com grande capacidade para armazenar música, dispositivos portáteis que possam se conectar a internet, como o iPhone, TVs de tela grande.

O que não é legal: qualquer coisa com fios, celulares com telas preto e branco, celulares tipo “tijolo”, dispositivos com baterias que duram menos de 10 horas.

The small businessman

Estou de acordo com quase tudo que ele falou. Enfim o relatório original esta aqui. Nós da geração Y somos uma grande maioria de consumidores de mídia e o futuro dos negócios. Então empresas fiquem atentas!

Anúncios

8 comentários so far
Deixe um comentário

Concordo com mta coisa do texto, afinal, faço parte da geração Y heuehuehehue.
Mas alguns hábitos da nossa geração deveriam ser mudados.

http://www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

Comentar por Camis

Bem, eu já tô com 3.0 e, portanto, faço parte da geração anterior à essa. Sobrevivíamos muito bem sem celular, internet e tv a cabo! Hoje, minha vida é inviável sem eles. Parece ridículo, mas sequer consigo me imaginar num mundo sem qualquer um desses intens por perto… Ilha deserta?! Só se for com sitema Wi-Fi…

Das três premissas aí de riba (ok, não sou da geração Y!), a única em que me encaixo é a um… mas também em termos! Ainda gasto grana com o CD da banda que eu curto, por exemplo! Sei lá… mas gosto de pegar, olhar, tocar…

Jornal ainda leio, todo dia… E o Twitter? Caraca, no ínicio achei um saco! Mas hoje, vejo como um grande aliado, principalmente pro povo que, como a gente, posta algum conteúdo pela net afora… Hoje, é sempre a mesma rotina: quatro janelinhas abertas – meu Orkut, minha caixa de entrada de e-mail, um blog que esteja lendo e o Twitter…

Caraca! Escrevi demais… Falei besteira?!

Uahahhahahhahaaaaa!!!

Abração!

Comentar por Marcelo

As gerações se renovam muito mais rapidamente. Sou da geração Y, mas acho que as crianças de hoje, nascidas em 2000 estão muito a frente de mim. Parece que nascem com algum tipo de receptor wireless que capta dados com grande facilidade.

Comentar por Gizelli

A tendência dos Y foram da decada passada. Nasce uma nova geração chamada de Z onde tecnologia consomem-a por inteiro.
Sou da Y e por mim não se deixei consumir pelas tendencias passadas.
Agora é questionável como será daqui a 10 anos essa geração nova.

abraço.
obrigado visitar meu blog. volte quando quiser.

Comentar por Fabricio

olha eu nao sei, tipo porque concordo que as criança de hoje estão muito mais evoluidas e isto vem da evoluçãod o home, ate que chegue um ano e viramos robos por exemplo, mas as crianças de hoje estão muito mais vulneraveis a correr riscos com tanta tecnologia para pouca idade.

Comentar por Once Caldas

também não gosto muito do twitter. a parte dos links interessantes que você acha é muito boa. Mas a parte dos comentários (geralmente de queixas) pessoais das pessoas é muito chata!

Comentar por João Cappello

Pior que é verdade…Eu, por exemplo, não tenho paciência com Twitter, acho tosco demais. Pra mim, é pura palhaçada.
Acho que sou da Geração Y, mas gosto das coisas da Geração X…Acho que cada um tem seu tempo…daqui a pouco, as coisas que hoje são consideradas “de última geração” se tornará obsoleto. É assim, a tecnologia, né?^^
Beijos

Comentar por Tais Cristina

Muito legao o blog.
Os hábito de consumo vão mudando de acordo com os valores que a sociedade impõe. Mandou bem seu recado.

Comentar por Paulo Sidney




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: